O Comité Português de Benfeitores

O Comité Português de Benfeitores foi criado para apoiar a formação de sacerdotes e seminaristas ao serviço da Igreja Universal. Desenvolve ações para angariação de donativos que tornem possível a formação de padres e seminaristas na Universidade Pontifícia da Santa Cruz, em Roma.

De todo o mundo chegam pedidos de dioceses que desejam que os seus padres e seminaristas estudem na Universidade mas não têm possibilidades. Por isso a Universidade procura sensibilizar pessoas que possam fazer face a estas necessidades.

O Pe. José António Veloso foi, desde 1989, o primeiro elo de ligação entre a Universidade e Portugal, e com ele surgiram os primeiros benfeitores portugueses com os seus donativos e orações.

Em 1994 aparece o Comité Português de Benfeitores que edita um boletim informativo e o valor dos apoios foi aumentando.

Atualmente liderado pelo Pe. José Miguel Ferreira Martins, o comité continua ao serviço das pessoas que têm gosto em ajudar os seminaristas e sacerdotes. Pretende facilitar o processo de donativos através da internet, divulgar a sua missão, e conseguir maior apoio de donativos e orações pelos alunos que são enviados pelos Bispos de todo o mundo.


A Universidade Pontifícia da Santa Cruz

A Universidade nasceu do desejo de São Josemaria Escrivá, fundador do Opus Dei, de promover em Roma um centro superior de estudos eclesiásticos para o serviço de toda a Igreja. Com a sua oração e o seu trabalho paciente lançou os alicerces da atual Universidade da Santa Cruz.

Em 1984, o seu sucessor, o Venerável Álvaro del Portillo, com a bênção do Beato João Paulo II, levou a bom termo o desejo de São Josemaria, inaugurando o Centro Académico Romano. Esta instituição, graças ao apoio das faculdades eclesiásticas da Universidade de Navarra, estava destinada a tornar-se um centro de estudos e de investigação comprometido no trabalho de formação teológica, filosófica e canónica.

Numerosos Bispos de todo o mundo enviam para Roma sacerdotes e seminaristas das respectivas Dioceses com a esperança de lhes proporcionar uma profunda formação científica e espiritual. Roma torna-se, deste modo, o ponto de referência que permite reforçar a fidelidade e a coesão à Santa Sé.

A Universidade Pontifícia da Santa Cruz é constituída atualmente pelas Faculdades de Teologia, Direito Canónico, Filosofia e Comunicação Institucional; é também parte integrante o Instituto Superior de Ciências Religiosas do Apollinare. A sede académica encontra-se no Palácio de S. Apollinare em Roma, enquanto o Centro de Investigação e a Biblioteca se situam na Via dei Farnesi.

A exortação para cultivar uma profunda unidade de vida é, sem dúvida, uma das maiores heranças espirituais recebidas de São Josemaria, a qual não se manifesta somente numa coerência entre as palavras e as obras, como também na harmonia que deve existir entre a formação profissional e intelectual, por um lado, e a formação espiritual e teológica por outro.

Além disso, a Universidade é chamada a estabelecer um diálogo com a cultura contemporânea. Pela sua própria natureza de centro de formação eclesiástico, encontra no seu seio uma enorme diversidade de culturas, unidas numa orientação comum de procura da inteligibilidade da Revelação.

As atividades académicas, organizadas com um espírito interdisciplinar, estão abertas a estudiosos e intelectuais do âmbito económico, científico, filosófico e político, fornecendo os elementos necessários para um verdadeiro diálogo entre a fé e o mundo.


Saiba mais sobre a Universidade Pontifícia da Santa Cruz

Visite o site