Ordenações em tempo de pandemia

18 | Junho | 2020

Michael da Tanzânia, Kingsley da Nigéria e Carlos de El Salvador, foram ordenados diáconos no Colégio Eclesiástico Internacional “Sedes Sapientiae”.

O domingo, dia 24 de maio, foi um dia de festa especial no Colégio “Sedes Sapientiae”. Devido á pandemia nenhum dos novos diáconos puderam ser acompanhados pela família ou por amigos, nem sequer pelas pessoas que os conhecem em Roma, e nos lugares de Itália onde colaboraram nalgum trabalho pastoral. Os únicos presentes eram os seus colegas seminaristas, com os quais estavam confinados há dois meses e meio. Mas as famílias e amigos manifestaram a sua proximidade através de numerosos vídeos em que davam largas à alegria e asseguravam orações.

Foram ordenados pelo Arcebispo Jorge Carlos Patrón Wong, secretário para os seminários da Congregação para o Clero, que exortou os novos diáconos a não esquecer a formação recebida no seminário. «Costumo dizer que para ser um bom sacerdote é preciso ser um bom diácono, e para ser um bom diácono é preciso ser um bom seminarista».